vidaslife seguidoras

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Lamento

Se tu soubesses menino, a dor que brota no peito
quando esse amor em lamento, chora de saudades tuas.
Saudades das poesias, das noites cheias de estrêlas
da lua que nos sorria, e vinha sempre tão bela.

Saudades das mãos tão frias, das noites cálidas de inverno,
pois juntos nos aquecíamos, entre abraços tão singelos.
Saudades do caminhar, pelas ruas de mãos dadas,
de sonhar com as noites lindas,olhando nós dois pra lua.

Saudades, saudades tuas
da rizonha juventude,
tristes ais esses meus sonhos,
que ferem o pensamento
e, transformam em lamento
todo sentimento meu.

Autora: Roseli

8 comentários:

Eliane Furtado disse...

Gostei muito de vim te visitar. Obrigada por passar por lá.
Vamos ficar em contato.

yasmim disse...

um grande obrigada pelas palavrinhas, tens muita razão naquilo q dizes.
claro q podes chamar (:
sim vou virar mais um página, mas sem esquecer os excertos mais importantes dessa página.

Arnoldo Pimentel disse...

Muito sentida e linda essa poesia, gosto muito de jeito de escrever.

Tem selos de presente pra você no meu blog
Ventosnaprimavera.blogspot.com

Beijos

Por que você faz poema? disse...

A poesia é feita de saudades
e esperas.

Poemas Tecidos disse...

Lindo poema. Fez eu me lembrar do amor inocente, muito melhor que o amor desgovernado.

Abraços.

Flor de Lótus disse...

Saudades, dói demais no peito, dos momentos vividos, dos sonhos tidos, das noites divididas,mas nos restam as lembranças de um amor que se foi...
Beijos

Flor de Lótus disse...

A ivda é assim mesmo cheia de caminhos e descaminhos então viva um dia de cada vez e não lamente, ou pelo menos tenta não lamentar,mesmo que as coisas ainda não estejam como vocÊ gostaria que elas estivessem.
Uma ótima semana!
Beijos

Arnoldo Pimentel disse...

Vim desejar-lhe uma linda semana, tudo de bom pra você eos seus.Beijos.