vidaslife seguidoras

terça-feira, 22 de março de 2011

Meus ais.

Quintal belo quintal
quantas marcas você tem
das brincadeiras de roda
das cantigas e piadas
das flores que se colhia
montando lindos buquês
que enfeitavam a sala
com ares primaveril
do gramado ainda úmido
do cantar dos passarinhos
nos galhos dos laranjais
do sorriso das crianças
dos piques e das queimadas
das marcas aqui deixadas
e que não me deixam mais.

14 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Momentos felizes do passado sempre voltam, trazendo lembranças e saudades.Lindo poema, beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

Saudade do quintal da minha casa, saudade da minha casa. Hoje lá é um prédio frio e feio, mas lá, eu tive uma infância feliz.
Bjux

Silviah Carvalho disse...

é sempre bom sentirmos saudades de momentos passados que nos fizeram bem, além de ser nossa história é uma forma de vivermos esses momentos novamente.

maria teresa disse...

Os momentos românticos de um passado não muito distante...suspirei ao ler este teu poema e senti saudades da casa onde nasci e cresci.
Abracinho meu.

José disse...

São recordações que nos acompanha, sempre pela vida a fora, mesmo algumas menos boas, hoje bom recorda-las, acontece comigo muitas vezes recordar os cheiros até parece que estão armazenados nalguma parte do meu cérebro.

beijinho, muitos,
José.

Graça Pereira disse...

E eu voltei tambem ao meu antigo quintal, da minha infância, onde apanhava laranjas e tecia sonhos para o futuro. Dançava de roda com as outras crianças e nunca nos cansávamos de tanto rir!
Que bom termos tantos ais guardados dentro de nós...
Beijo
Graça

Maria disse...

Lindissimo amiga. Quantas saudades gostosas não ficaram dos nossos tempos de crianças?
Tenha um excelente domingo
beijinhos
Maria

Martinha disse...

Lindo poema! É tão bom contemplar e passar um agradável tempo num quintal como esse. :)

Fê-blue bird disse...

As lembranças de infância nunca nos abandonam, e quando são tão belas como as do seu lindo poema, é um prazer relembrá-las. Adorei!

Beijinhos

Lilá(s) disse...

Saudades do tempo de crianças...e o meu quintal onde andará?! tem violetas nesta altura pela certa.
Bjs

Flor de Lótus disse...

Sempre é bom reviver certos momentos, rememorar a vida, lmbrar também é viver...
Uma ótima semana!
Beijosss

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querida

Esse poema lembra um quadro a óleo,numa moldura branca e delicada,pendurado na parede de uma sala, no meio da tarde,junto à janela, onde a luz valoriza cada detalhe da pintura.
Há ternuras visíveis em cada verso.
Beijo,
Fátima Guerra.

Flor de Lótus disse...

Oi,minha cara Flor!Passnado para dar-lhe um beijo e desejar-lhe uma ótima noite!
Beijosss

Maria disse...

Amiga passei para lhe desejar um maravilhoso fim de semana
Beijinhos
Maria