vidaslife seguidoras

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Imensidão

Fecho os olhos para ouvir,
os sons da imensidão.
Ouço o barulho do mar,
que as ondas no vai e vem
deixam suas marcas no chão.
Os  sons uivantes do vento,
penetram meu coração,
como uma brisa leve 
elevo meus pensamentos
como as folhas a transportar.
Quão suave é sentir,
este sol que a pele queima
como um beijo tão sublime,
que me vem acalentar.
abro os olhos e assim me vejo
este calor que me aquece
transmite toda energia,
que aqui viera buscar.


Roseli.

5 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Um poema lindo e repleto de paz.Parabéns, beijos.

Martinha disse...

Que lindo! Deliciei-me na tranquilidade que essa imensidão traz. :D
Beijinho *

Wanderley Elian Lima disse...

O mar, o sol e o vento, formam um belo cenário para um belo poema. Gostei.
Bjux

Lilá(s) disse...

Quem escreve com esta facilidade e transmitindo tão bem os sentimentos é um grande poeta, só pode né!?
Bjs

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Roseli querida,

Pela perfeição de sua descrição, me ví neste lugar: escutei o barulho do mar, o som do vento e o calor do sol.
Belíssimo poema, que me transportou para a imensidão da vida.

Um grande beijo em seu coração!!!