vidaslife seguidoras

domingo, 25 de janeiro de 2015

O laço de fita.



Não sabes criança! Estou louco de amores..
Prendi meus afetos formosa pepita.
Mas onde? No templo,  no espaço, nas névoas?!
Não rias, prendi-me
Num laço de fita.

Na selva sombria de tuas madeixas,
Nos negros cabelos de moça bonita,  
Fingindo serpente que enlaça  a folhagem,
Formoso enroscava-se
O laço de fita.

Castro Alves ( Um pequeno trecho de seu poema )

4 comentários:

Maria Rodrigues disse...

Excelente escolha, lindo poema.
Beijinhos
Maria

Pamela Ramos disse...

adorei o seu blog, se puder por favor dá uma passadinha no meu estante360.blogspot.com.br

beijos ;)

Pamela Ramos disse...

adorei o seu blog, se puder por favor dá uma passadinha no meu estante360.blogspot.com.br

beijos ;)

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Além de recolher a inspiração
deste maravilhoso espaço
de sentimentos e amizade,
aproveito a visita para convidá-la
a partilhar a alegria,
de ouvir um poema de minha autoria
musicado em Minas Gerais.

O mesmo se encontra no meu blog
www.sonhosdeumprofessor.blogspot.com.br

e para mim,
ter este poema
escutado por pessoas
que fazem do mundo virtual,
um mundo melhor,
será um tributo a felicidade.