vidaslife seguidoras

terça-feira, 10 de abril de 2012

Será

Procuro uma luz, onde possa estar,                          
o sentido da vida, o sentido do dar.
Procuro fugir , deste amargo sentido
deste caminhar perdido,                            
uma estrada vazia.
Onde está esta luz?
onde possa estar, o sentido da vida.
Se viver tem um porque?
onde está o meu viver
Seu sorriso se apagou,
seus olhos tem outro rumo
suas mãos hoje são frias,
já não sinto seu calor.
Onde está aquele amor?
ficou perdido na estrada
outro rumo ele tomou,
hoje só restou o espaço,
só vazio e poucos laços.
Um mesmo teto,
nada de traços
uma mesma vida,
tudo aos pedaços.
Amor?
Será que existe.
Ilusão!!!
Eu sei que é triste.
É o que sinto.
São dois corações...
Unidos
SERÁ?
Um bate só,o outro perdido
procurando sentido neste caminhar
Só sente um vazio, um grande vazio,
não sente o calor, no olhar, no afagar
não sente o amor
tudo se apagou.



Autora: Roseli

7 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Se procurarmos ao redor veremos que tudo está ao nosso lado.Linda a imagem.Beijos

Ana Ferreira disse...

Adorei amiga..
Beijos da Bruxinha

Artes da Cris disse...

Oi Roseli. Tudo bem? Não é no azulejo aquele trabalho. É aquarela no papel... Gostou? Que bom. Seu blog é muito legal. Estou te seguindo.
Abraço
Ana

Cantinho da Juju disse...

Oi querida! Passando p agradecer e retribuir a visita, já estou seguindo com certeza!!
bjs

Lílian Almeida disse...

Tõ bege, menina , que lindeza é esta,m muiiito lindo,Roseli!
Beijo!

Anônimo disse...

Eu gostaria tanto e tanto que essas palavas cruzassem o tempo e espaço para alcançar meu anjo.Por muito tempo eu fui metade incapaz de voltar a ser qualquer coisa e eu não nego sofri.Sofri.Eu me lembro de ter me perdido nos mais profundos abismos azuis,de ter me lançado neles sem reserva para me perder em seus labirintos,para me encontrar entre as brumas e as heras,para descobrir que muito ainda me era proibido.Eu sabia que a dor poderia estar ali,mas também sabia que a vida era ali,que o amor era ali,nos mais profundos abismos azuis do seu olhar.A brisa do deserto com aroma de sol e sal me fazia tremer simplesmente por vir de sua boca.Suas asas que me envolveram de tal forma que meu coração bateu de uma forma que jamais batera em meu peito ferido.Mas você teve de partir para o céu e eu fiquei na terra.E não nego chorei e não me envergonho de minhas lágrimas que caíram ,uma após outra,até eu ser incapaz de chorar.Não nego que preferia fazer da loucura minha morada eterna a tentar apagar o seu nome para sempre gravado em meu coração,assim como todas as lembranças que jamais me esquecerão.Mas então passei a ver o brilho de seu olhar nas estrelas,a ouvir sua voz nas ondas do mar,a sentir seu perfume nas flores bonitas,e no vento eu tinha a delicadeza de suas caricias,e a cada manhã eu despertava com o Sol me envolvendo com a sua ternura.E foi então que eu soube que perto ou longe,na terra ou no céu a sua presença é mais verdadeira que o ar.E é por isso que escrevo aqui para que olhos vejam e saibam que eu jamais vou deixar de amar você.Eu não preciso esquecer desse amor para seguir em frente.As pessoas tentavam me fazer acreditar que eu não devia chorar e sofrer por tanto tempo,mas eu chorei e sofri pela dor insuportável que fragmentou meu espirito e que por algum motivo as pessoas queriam que eu não sentisse.Essa dor que faz parte de mim jamais ira cessar,mas eu a cada dia consigo me fortalecer mais e encarar esse sentimento de peito aberto e queixo erguido.Quando achoque não vou suportar então é o amor que sinto por você que põe de pé novamente.E vou seguindo a vida com mais coragem e fé a cada brisa,a cada novo amanhecer.Por você,mas muito mais por mim,por quem sou.Eu gostaria que as pessoas soubessem disso e talvez de algum jeito você saiba também.Eu te amo. E.S.A.

Anônimo disse...

obrigado.